TEM QUE FALAR ALTO

24 02 2011

O Rio parecia outro país pra mim.

Começando pela língua, passando pelos costumes, pelo clima, pelo jeito que as coisas funcionam por aqui.

Transferi minha faculdade para cá e logo nas primeiras aulas senti a dferença. Por causa do sotaque eu não entendia tudo o que os professores falavam. Quando usavam termos em inglês, eles falavam com sotaque carioca (Uôarhque Bálansssia = Work Balance ) , até eu perceber isso, já tinha perdido muita informação.

 E quando eu queria participar da aula? Levantava a mão, óbvio! Não adiantava. Quem falasse mais alto, ganhava imediatamente a atenção do professor.

Adivinhe o que eu fiz? Comecei a falar mais alto? Não. Deixei de participar das aulas. Só ouvia. Com o tempo peguei o jeito e começei a me impor no grito também.

Para pedir informação:

Em SP para quem vc pede informação: Policial, Carteiro, Taxista e nunca para o cara da banca de jornal – ele não sabe ou fica de má vontade mesmo.

No Rio, o cara do pedaço é o jornaleiro (o cara da banca de jornal). Eles sabem tudo!  Nunca policial e taxista. Carteiro, nunca vi no Rio. Como é a roupa deles? Mas que as contas chegam, chegam, então eles existem!

E quando pedir infornação nada de: ‘ Bom dia, poderia por gentileza me dar uma…’ Já era, queridão, no ‘poderia’ já chegou outra pessoa e o cara te abandonou ali mesmo. Tem que ser assim:

 ‘Aea, onde é a Siqueira Campos?’ e ponto, não precisa falar mais. O cara vai te indicar e vida que segue. Sim, tudo aqui começa com ‘Aea’  lê-se: ‘Aía’, é o nosso ‘Então’.

Por que eu aconselho falar ‘Aea’ antes de fazer a pergunta? Para pular a parte do ”Tu não é daqui ne?” ou o que quase sempre me perguntavam: ” Tu é de Minas?” Dae a conversa ia embora, queriam saber de onde vim, para onde vou, quais os meus sonhos, quem matou a Odete Roitman do momento , etc. Sério, carioca é curioso e AMA conversar (cunvêahrsahr em carioquês). Mas esse é assunto para outro post.

 E se o jornaleiro ou outra pessoa para quem vc pediu informação não  souber? Não se preocupe, alguém passando já terá ouvido vc perguntar e  certamente irá  te indicar onde vc deve ir. Bom passeio! 🙂

Anúncios

Ações

Informação

7 responses

24 02 2011
Luis Vaz Curvo

Mto bom Sidao 😉

24 02 2011
Aline

Isso me lembrou quando eu tava no cursinho…. por infelicidade e porque eu era nova na turma, o professor me pediu ler um artigo… ai ai ai…. logo veio a piada de “Ihhhh gente, é paulista!!!!!!”
Quem disse que eu li de novo??????????

24 02 2011
rioparapaulistas

Hahahahahahahahahaha
Parece que a gente é ET né? Me sentia também estrangeiro no meu próprio país…
Aline, venha sempre que vamos nos divertir muito!!! 🙂

24 02 2011
Renata

Ai Dui, soh vc mesmo! ate imagino vc em pessoa contando essa historia.. ou seria ishtohriah??? kkkkkk

24 02 2011
rioparapaulistas

Depende do ponto de vista, Renata! Pode ser ishtoriahhhh! hahahahaha
Obrigado pela visita e volte sempre 🙂

25 02 2011
Alexandra

Adorei! Mas me lembro quando mudei do Rio para Sampa e vice e versa, o que aconteceu muito na minha vida, não tinha como não ler, o “x” me matava! Hehehe… E aproveito para incluir além do “Aê”, tem o famoso, no Rio claro, “olha só”…

25 02 2011
Priscila

Meu, muito verdade isso do carteiro, tb nunca vi um hehehehehehe qdo ia pedir informação começava com “oi, tudo bem….” hahahahahahha abraça né

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: